Opinião

Conheça o Black Founders Fund Brasil: fundo de investimento para startups fundadas e lideradas por pessoas negras

Texto sobre fundo laranja: Conheça o Black Founders Fund. Ao lado, uma foto de duas mulheres negras se abraçando.

Nós sabemos que hoje os negros representam mais da metade da população brasileira – tanto os dados do último censo do IBGE, quanto dados de outras pesquisas confirmam isso1. Sabemos também que essa realidade não se reflete em todas as esferas da nossa sociedade. Dos negros que estão no mercado de trabalho, por exemplo, 29% são donos dos seus próprios negócios2, mas boa parte dessas empresas não têm registro formal3, ou seja, sua atuação acaba sendo obrigatoriamente mais limitada.

Falando especificamente do setor de tecnologia e do ecossistema de startups no Brasil, não há até o momento um levantamento preciso e tampouco dados suficientes capazes de evidenciar a real dimensão do desafio de diversidade e inclusão racial. Para aqueles que como eu atuam nesse mercado há bastante tempo, é reconhecido que há enormes barreiras ao sucesso de empreendedores negros e negras, algumas delas visíveis e outras invisíveis e estruturais.

Texto sobre fundo branco: Por exemplo, ao conversar com
  fundadores negros e negras sempre escuto que a dificuldade de acesso, em
  condições justas, a capital empreendedor, é um dos principais obstáculos ao
  desenvolvimento e crescimento das suas startups. À esquerda do texto, há
  uma faixa laranja com padronagens triangulares.

Quando analisamos o panorama de investimentos em startups, ano após ano temos batido recordes em volume de capital de risco investido no Brasil. Por outro lado, também não há dados sobre a participação de startups fundadas por empreendedores negros e negras dentre as empresas que receberam investimentos. Apenas a título de exemplo, de acordo com estudo do Silicon Valley Bank e outras instituições, somente 1% do valor aplicado por fundos de investimento americanos foi destinado a startups fundadas por pessoas negras. Um fato que nos chama a atenção é o de que no Brasil a maioria dos empreendedores negros iniciou seu negócio com poupança própria ou de familiares e amigos. Isso acontece justamente pela dificuldade relatada em conseguir crédito – cerca de 30% afirmam que tiveram crédito negado sem explicação3. Essa é apenas uma fotografia da desigualdade racial e o seu impacto na economia e no ecossistema de inovação brasileiro.

Pensando em como ajudar a endereçar a lacuna de diversidade, inclusão e acesso a capital empreendedor, estamos lançando aqui no Brasil o Black Founders Fund, uma iniciativa do Google for Startups para investir um valor inicial de 5 milhões de reais, sem qualquer contrapartida ou participação societária, em startups fundadas e lideradas por empreendedores negros e negras.

Texto sobre fundo branco: Nosso principal objetivo com o Black
  Founders Fund é ampliar a diversidade racial no ecossistema de startups e
  apoiar empreendedores negros e negras que estão construindo negócios com
  alto potencial de crescimento a acessarem capital para desenvolver seus
  negócios. À direita do texto, há uma faixa laranja com padronagens
  triangulares.

Se você se interessou em saber mais, quer se inscrever ou indicar uma startup para o fundo, basta acessar o formulário disponível no nosso site. Entre os requisitos, além de estarem buscando uma rodada de investimento seed para financiar o próximo estágio de desenvolvimento, as empresas devem utilizar tecnologia como base da solução que oferecem e já ter um negócio em operação, ou seja, já possuir um produto lançado com alguns usuários e possíveis clientes. Os empreendedores também precisam especificar como planejam usar o dinheiro.

As empresas investidas pelo fundo receberão ainda créditos em produtos do Google e terão à disposição uma rede de mentores para ajudar nos seus desafios. Além disso, elas poderão ser selecionadas para participar dos diversos programas realizados pelo Google for Startups Brasil.

Reconhecendo o tamanho do desafio e a importância de termos aliados nessa jornada, a iniciativa conta com duas instituições colaboradoras que há anos atuam no fortalecimento do afroempreendedorismo no Brasil, o Vale do Dendê e a Preta Hub, que também irão indicar startups com potencial para serem investidas pelo fundo. Essas instituições também vão oferecer à nossa rede sessões de treinamento para mentores e realizarão fóruns sobre diversidade racial para engajar líderes e players importantes da indústria de tecnologia.

Vale ressaltar que o Google irá investir recursos financeiros sem participação societária. Ou seja, o Google será um aliado no progresso dos negócios, mas não será sócio formal nem terá retorno financeiro sobre eles.

Neste momento em que anunciamos oficialmente o lançamento do Black Founders Fund no Brasil, também fico  muito feliz  em apresentar as três primeiras empresas investidas pelo fundo:

Imagem partida em dois, com fundo laranja à esquerda e fundo
  preto à direita. Na parte com o fundo laranja, há um texto em preto dizendo
  'Black Founders Fund'. Na parte com o fundo preto, o texto diz 'Primeiras
  Startups Investidas' e, abaixo, há o logo das empresas Afropolitan,
  Creators e TrazFavela.

  • Afropolitan: Thiago Braziel, Valmir Nascimento, e Juliana Ferreira participaram do programa Startup Zone em 2019. A startup oferece um e-commerce que funciona como um ecossistema colaborativo para a distribuição e venda de produtos de moda e cultura afro.

  • Creators: Fundada por Nohoa Arcanjo e Rodrigo Allgayer, a plataforma conecta profissionais criativos autônomos a empresas que precisam de seus serviços. A startup participou do programa Startup Zone em 2019 e faz parte da atual turma de Residência.

  • TrazFavela: O aplicativo de delivery busca fortalecer o comércio local, levando e trazendo produtos para dentro e fora das comunidades de Salvador. O fundador Iago Santos participou do Startup Zone no primeiro semestre deste ano.

Recebemos com muito orgulho esses empreendedores e já estamos prontos para os que estão por vir. O Google for Startups acredita que as startups são um dos principais motores do crescimento econômico em suas comunidades. Quando você investe em empreendedores negros, você não está só ajudando os negócios deles a crescerem, mas também investindo em diversidade e inclusão, geração de empregos e riqueza, e apoiando soluções para importantes problemas da nossa sociedade.

#FundBlackFounders

Para mais informações acesse o site do Black Founders Fund no Brasil.

Fontes dos dados apresentados:
1. Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad) Contínua, por IBGE.
2. A Voz e a Vez – Diversidade no Mercado de Consumo e Empreendedorismo, por Instituto Locomotiva.
3. O Empreendedorismo Negro no Brasil, por Preta Hub em parceria com o Plano CDE e o banco JP Morgan.

Saiba mais sobre o Black Founders Fund Brasil

Categorias:

América Latina